preloder
facebook instagram linkedin youtube

NOTÍCIAS

19/03/2021

Tratamento de hemorragia digestiva.

Hemorragia Digestiva Alta (HDA) é todo sangramento proveniente do trato digestivo superior, normalmente oriundo do esôfago, estômago ou duodeno.

“Várias são as causas dessa doença, contudo, as principais são as varizes de esôfago secundárias, a cirrose hepática, úlceras gástricas ou duodenais, tumores gástricos, malformações arteriais gástricas ou ainda roturas da transição esofagogástrica devido a vômitos repetitivos”, explica o Dr. Rafael Katayama, gastroenterologista do Hospital Albert Sabin de SP.

Os sintomas das HDAs são vômitos avermelhados, com sangue vivo ou coágulos, e fezes escurecidas com coloração de borra de café e muito malcheirosas. Nesses casos, o primeiro exame a ser realizado é o de sangue, para avaliar o grau de anemia e gravidade do sangramento, seguido por endoscopia digestiva alta.

O tratamento depende da causa da hemorragia. Geralmente, a intervenção endoscópica com controle do sangramento é o suficiente, contudo, em casos mais graves, pode ser necessário a cirurgia.

“No caso da intervenção cirúrgica, normalmente realiza-se uma sutura das úlceras que continuam a sangrar mesmo após tratamentos endoscópicos. Já na hipótese de tumores, pode ser necessário a ressecção de parte do estômago”, diz o gastroenterologista.

Em todos os casos, endoscópico ou cirúrgico, a escolha de um hospital com grande estrutura física e humana é de extrema importância na realização desses procedimentos. “O HAS conta com os equipamentos mais modernos na área, com tecnologia de primeira linha, e profissionais extremamente capacitados, sempre à disposição para uma intervenção rápida e segura”, finaliza o Dr. Rafael.