preloder
facebook instagram linkedin youtube

NOTÍCIAS

23/11/2021

Saiba como evitar e tratar as lesões durante a prática esportiva.

Na prática de esportes, a chance de sofrer uma lesão, até mesmo sem notá-la, é grande. Inúmeros fatores aumentam a chance de se machucar, contudo, a mais frequente é a falta de orientação adequada aos praticantes amadores.

“Tais lesões vão desde as mais simples, e felizmente mais comuns, como câimbras, bursites, tendinites, contraturas musculares, até as mais graves, como rompimento de ligamentos e tendões e fraturas por estresse”, explica o Dr. Rodrigo Vetorazzi, Coordenador da Ortopedia do Hospital Albert Sabin.

Além da já citada falta de acompanhamento profissional e especializado, muitos atletas amadores não respeitam, até por desconhecimento, seus limites físicos e tempos de repouso e recuperação necessários, gerando desconforto físico e lesões.

“A pessoa que inicia uma atividade física por conta própria acaba, até inconscientemente, por querer iniciar uma “competição consigo mesma”, ou seja, quer melhorar marcas e tempos pessoais e/ou exageram na carga na academia. Somados aos problemas de execuções erradas nos movimentos, falta de hidratação necessária e alimentação incorreta antes dos treinos, o indivíduo constrói a condição exata para as lesões esportivas”, diz o Dr.Vetorazzi.

Aos corredores amadores, por exemplo, o uso de calçados inadequados e escolha de terrenos irregulares são as principais causas de se machucarem durante ou após a prática.

Tais lesões são, em sua maioria, evitáveis, porém, quando ocorrem, os tratamentos indicados pelo ortopedista são a fisioterapia, a acupuntura e o uso de anti-inflamatórios. Em casos mais graves, como rompimentos de tendões, ligamentos e fraturas, o paciente poderá passar por procedimento cirúrgico. Já quanto aos sintomas, o principal é a dor.

“A dica mais importante em casos de suspeita de lesão esportiva é, de forma alguma, fazer uso da automedicação ou tentar o tratamento por si mesmo. O correto e ideal é procurar sempre atendimento especializado, pois, somente um ortopedista poderá fazer o diagnóstico preciso e indicar o tratamento mais conveniente”, adverte o ortopedista do HAS.

Assista ao vídeo:

Fonte: MCAtrês