preloder
facebook instagram linkedin youtube

NOTÍCIAS

15/12/2021

Disfunção da articulação temporomandibular (ATM).

A articulação temporomandibular, comumente chamada de ATM, está localizada na base do crânio, em frente à estrutura da orelha e liga o maxilar inferior (mandíbula) ao maxilar superior (maxila).

Já a disfunção temporomandibular surge a partir de um conjunto de fatores, como trauma na articulação, alterações hormonais e sistêmicas, entre outros, que podem causar desenvolvimento de alterações degenerativas articulares, como a artrite reumatoide e a fibromialgia.

“Muitos pacientes procuram o nosso centro de especialidades apresentando dores na região da mandíbula, na região temporal e na própria ATM, que se localiza próxima ao ouvido. Esses são os primeiros sintomas da disfunção”, explica o Dr. Fábio Augusto Cozzolino, especialista em cirurgia bucomaxilofacial do Hospital Albert Sabin (HAS).

Caso tal disfunção não seja tratada no início, o indivíduo pode apresentar estalos, crepitação mandibular, e dificuldade na abertura da boca. Isso ocorre por alterações no interior da articulação temporomandibular.

O diagnóstico da doença é realizado através de ressonância magnética e, a partir do resultado, o especialista indicará o melhor tratamento, desde o clínico até o cirúrgico. “Nos casos em que há necessidade de intervenção cirúrgica, podemos considerar duas modalidades. Na mais invasiva é realizado um corte na região do ouvido para a inserção de “âncora”. Contudo, a mais comum é por meio da artroscopia que é um procedimento realizado em âmbito hospitalar, sob anestesia geral, porém, muito menos invasiva”, diz o especialista.

A técnica tem um risco cirúrgico muito menor, deixando uma cicatriz quase imperceptível e necessitando de menos tempo de recuperação do que a cirurgia aberta da ATM. Normalmente, 90% dos pacientes permanecem no hospital por apenas um dia.

O Hospital Albert Sabin (HAS) está altamente estruturado para realizar todas as modalidades de cirurgia na ATM, visando tratamento mais humanizado e com o que há de melhor em termos tecnológicos, além de contar com equipes preparadas para atender o paciente em todas as fases de sua estadia, equipamentos dos mais modernos que existem no mercado nacional e internacional e a estrutura que só um hospital de grande porte, e referenciado em sua região, pode proporcionar.

Assista ao vídeo:

Fonte: MCAtrês