preloder
facebook instagram linkedin

NOTÍCIAS

15/04/2020

Cuidado com a gripe! A prevenção ainda é o melhor caminho.

A gripe é uma infecção respiratória aguda causada, principalmente, pelos vírus do tipo Influenza A e B. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa através de partículas infectadas eliminadas através da tosse ou espirro. “Por terem sintomas parecidos, muitas pessoas confundem gripe com resfriado. Esse, por sua vez, também é uma doença respiratória, porém mais branda e de duração mais curta. Pode ser causado por vários tipos de vírus, mas os mais comuns são os rinovírus”, explica o Dr. André Fraga Moreira, otorrinolaringologista do Hospital Albert Sabin de SP (HAS).

Os principais sintomas da gripe são

• Febre acima de 38ºC
• Músculos doloridos
• Dor de cabeça
• Tosse seca e persistente
• Fraqueza
• Congestão nasal
• Dor de garganta
Caso essas manifestações forem muito intensas nas primeiras 48 horas ou se persistirem por mais de sete dias, é importante o indivíduo procurar auxílio médico.

Além da confusão com o resfriado, também é normal as pessoas confundirem a gripe com a sinusite. Os sintomas são bem parecidos e somente um otorrinolaringologista fará o diagnóstico correto. “Um quadro gripal mais duradouro pode ser uma porta de entrada para a sinusite ou para uma infecção bacteriana que pode atingir os pulmões”, alerta o médico do HAS.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), até 650 mil pessoas morrem, anualmente, por doenças respiratórias ligadas à gripe em todo o mundo. No Brasil, a Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde contabilizou 839 mortes somente em 2018. Normalmente, os óbitos se dão por complicações da doença, que pode evoluir para uma pneumonia.

“A prevenção da gripe se dá, principalmente, através da vacinação que é indicada a todas as pessoas mas, principalmente, àquelas com maior risco de complicações como idosos, gestantes, crianças até seis anos, portadores de doenças crônicas pulmonares e outros. Evitar o contato próximo a pessoas que apresentem sintomas de gripe, lavar as mãos frequentemente com água e sabão, não compartilhar objetos de uso pessoal e manter os ambientes bem ventilados, com portas e janelas abertas, também são dicas válidas”, explica Dr. André.

O tratamento consiste em repouso, ingestão de líquidos e se necessário, e sempre sob a supervisão de um médico, o uso de medicamentos sintomáticos para a reduzir o incômodo de sintomas, como febre, dor no corpo e coriza.

Assista ao vídeo:

Fonte: MCAtrês