preloder
facebook instagram linkedin

NOTÍCIAS

15/02/2019

Tumores ósseos. O nome é assustador, porém nem todos são malignos e existe cura!

Existem inúmeros tipos de tumores ósseos. Segundo o Dr. Fabiano Sanches Lima, médico onco-ortopedista do Hospital Albert Sabin, é importante desmistificar a palavra tumor, pois não se trata necessariamente de um caso maligno (câncer ósseo), portanto, vai desde lesões indolentes e sem agressividade, até lesões com características agressivas. “Não existe uma causa preestabelecida comprovada para o desenvolvimento desses tumores. Dentre as principais, destaca-se o fator genético. Também não há comprovações científicas a respeito de serem desenvolvidos por fontes externas como alimentação ou exercício físico, porém, sabe-se que as mesmas podem contribuir para o desenvolvimento dos tumores ósseos secundários”, explica.

O primeiro sintoma de um tumor ósseo, em geral, é dor óssea que tende a se agravar progressivamente, ossos quebradiços, febre, fadiga, perda de peso, inchaço e sensibilidade perto da área afetada.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), surgem no Brasil, aproximadamente, 2.700 novos casos de câncer ósseo por ano. Portanto, é muito importante, ao ter algum sintoma, que se faça exames investigativos para um diagnóstico, pois quando abordados precocemente, há mais chances de cura, variando de acordo com o tipo e grau de agressão. “Caso haja suspeitas, procure imediatamente um especialista em oncologia ortopédica para uma avaliação”, completa o Dr. Fabiano.

Fonte: MCAtrês